Arquivo | Uncategorized RSS feed for this section

O verão 2016 da SPFW – 1º dia

14 abr

Começou o São Paulo Fashion Week, maior evento de moda do Brasil. Nas passarelas, o que iremos usar no verão de 2016. O primeiro dia, ontem (13/04), começou com apenas cinco marcas no catwalk. O restante do evento terá um ritmo mais intenso, com até 9 grifes mostrando suas peças por dia.

Sapatos da Animale, Uma, TNG

Sapatos da Animale, Uma, TNG

A primeira a mostrar suas criações foi a Animale. A marca mostrou um mix do glamour da sociedade dos anos 20 e 60 com o sportwear, mais especificamente o tênis. Nos pés, optou por uma sandália aberta e uso de transparência, detalhe hit da estação.

A Uma fez um desfile tendo como cores básicas branco, preto e cinza e roupas feitas de algodão, linho e seda. O sapato escolhido foi uma bota de cano curto peep-toe, com variações apenas nas cores.

A TNG buscou inspiração no filme Blue Hawaii, de 1961, para compor sua coleção. Como não poderia ser diferente, chama atenção as estampas. Seguindo a pegada leve da brisa do mar, o sapato desfilado foi um oxford de salto, porém com um material que lembra os chapéus de palha veranis.

Sapatos da PatBo, by Luiza Barcelos, e Cavalera

Sapatos da PatBo, by Luiza Barcelos, e Cavalera

Ainda no primeiro dia, a PatBo fez um desfile com uma pegada sixties. Nos pés, criações exclusivas para o desfile de Luiza Barcelos. Destaque para o sapato fechado na cor laranja, forte e quente como o verão.

A Cavalera encerrou o primeiro dia com um desfile a céu aberto baseado em rituais da tribo Yawanawá. Os próprios índios executaram a trilha sonora, ao vivo. Nos pés, uma open boot com recortes que lembram as costuras artesanais indígenas.

Anúncios

Melissa faz o sapatinho da Cinderela

8 abr

Então, fui assistir ao filme Cinderela. E ainda arrastei meu marido. Rá! Pelo menos a sessão era legendada. Acho que o UCI deixou algumas cópias com o audio original prevendo que adultos podiam se interessar. Deu certo. Nenhuma crianças, só adultos na sessão que fui.

Mas estamos aqui para falar do sapatinho de cristal da Cinderela, que abre as portas para a chance da sua vida. Eu particularmente não gostei do sapato em si, diante de todo o figurino do filme. Mas não vamos destruir o imaginário infantil presente em nós, não é mesmo?

cinderela1

Pegando carona na onda do filme, a Melissa lançou dois modelos inspirados no longa da Disney: a sapatilha Ultragirl e o peep toe Ladydragon.

Ultragirl vem em quatro cores, com detalhe de borboletinha

Ultragirl vem em quatro cores, com detalhe de borboletinha

Ladydragon, a versão mais delicada. Peep toe e abertura chanel no calcanhar

Ladydragon, a versão mais delicada. Peep toe e abertura chanel no calcanhar

Pausa Fashion

Mas o que eu pirei mesmo foi no figurino de Cate Blanchett, divina no papel de madrasta – e muito mais bela que a Cinderela.

collage-cate

Arezzo X Via Uno: Até onde podemos confiar nas marcas?

7 abr
collage-arezzo

Fotos: Facebook de Cynthia Cabral

A “descoberta” de uma cliente da Arezzo que sua sandália era, na verdade, da Via Uno, tomou as redes sociais. Cynthia Cabral, moradora do Recife, ganhou de sua mãe uma sandália da Arezzo. Mas com pouco tempo de uso, a palmilha começou a descolar. Ao verificar o calçado, percebeu que numa parte escondida da palmilha estava a marca da Via Uno.

“Fiquei extremamente indignada e me sentir mais do que lesada por se tratar de marcas com valores bem diferentes”, declarou a consumidora no post que fez no Facebook.

Cynthia reclamou na loja onde foi feita a compra, no Shopping Recife, na Zona Sul da Capital Pernambucana. Ouviu da gerente que ela deveria deixar a sandália para ser enviada à fábrica, onde o produto seria analisado. A resposta, é claro, deixou Cynthia revoltada, o que eu acho que também aconteceria comigo. Mas, analisando friamente, não vejo o que uma gerente de uma franquia poderia fazer além disso. “Ela, surpresa com o fato, não conseguiu me explicar absolutamente nada e disse apenas que trabalha na loja há 12 anos e isso nunca havia acontecido”, explicou a consumidora sobre a reação da gerente.

A consumidora, com toda razão, resolveu buscar seus direitos. “Já denunciei o caso na administração do Shopping, comuniquei também a Via Uno e irei na delegacia do consumidor”, afirmou Cynthia.

“Como cidadã me sinto no direito de explanar para que as consumidoras desta marca fiquem bem cientes do tipo de produto que está sendo adquirido. E principalmente, os vários tipos de empresários que temos no mercado”, disse Cynthia, alertando outras consumidoras da marca.

Em entrevista ao Mania de Sapatos, Cynthia disse que a fábrica já entrou em contato com ela. “Mas não chegamos a nenhum acordo. A Arezzo quer devolver apenas o dinheiro, mas isso eu não quero mais”, declarou a consumidora.

JÁ ACONTECEU COMIGO

Tá meio velhinha, mas dá para ver ;)

Tá meio velhinha, mas dá para ver ;)

Isso – de comprar gato por lebre – já aconteceu comigo. Em visita ao Rio de Janeiro, comprei uma sapalhita da Pontapé, marca bastante presente por lá. Já havia comprado sapatos da loja em outras oportunidades. A sapatilha era super confortável e estava com um preço ótimo. Nem pensei duas vezes. Na pressa, paguei e fui embora.

Apenas quando cheguei no Recife, onde moro, ao desarrumar minha mala, verifiquei a sapatilha. A palmilha interna tinha a marca da Pontapé, mas o solado mostrava a marca da Moleca. Ou seja, a Pontapé retirou a palmilha da Moleca e colocou a sua.

Pelo preço da sapatilha e pelo conforto que ela tem, nem fiquei muito chateada. Mas como apaixonada por sapatos, gosto de comprar modelos mais exclusivos, de marcas menos “pret a porter”, digamos assim. Sempre que viajo, busco voltar com pares na mala, buscando alguma exclusividade. E isso foi o que mais me chateou com a Pontapé. Também não reclamei da marca na época.

AREZZO RESPONDE

Também através das redes sociais, a Arezzo respondeu publicamente a Cynthia. O post que a consumidora fez passou dos 102 mil compartilhamentos no Facebook.

“A Arezzo informa que identificou, e já trabalha para corrigir, o equívoco na produção de um de seus modelos. A companhia lamenta o ocorrido, está revendo processos internos para eliminar eventuais novas falhas e reafirma o compromisso com a autenticididade de seus produtos. Já estamos em contato com a cliente para esclarecemos o ocorrido. O produto é Arezzo; o que ocorreu foi que durante a produção desse modelo, um componente – que é, originalmente, um recorte de couro liso, usado como camada extra de proteção entre a pregação do salto e a palmilha – continha a carimbação de outra marca, o que acabou gerando a relação equivocada. A Arezzo reafirma seu compromisso com a qualidade de seus produtos, bem como o respeito às demais empresas e marcas do setor calçadista, e está trabalhando para solucionar a questão”, diz a nota da marca.

O que teve em Paris – até agora

8 mar

A semana de Moda de Paris está na sua metade e hoje nós reunimos os pisantes das grifes mais famosas que passaram por lá. As tendências de transparência e meias com scarpin e sandálias abertas, já mostradas em outras semanas, como Milão e Nova York, também estiveram presentes.

paris1

Peças de Givenchy, Chloé e Celine

A Givenchy trouxe um scarpin de salto grosso, de modelo único, mas com as variações de cores em preto, caramelo e vinho. Todos foram usados com meias grossas de comprimento médio, no mesmo tom. Parece que o mix meia com scarpin é uma tendência forte. Mas acho que é preciso muita atitude fashion para arriscar. Prefiro as meias calças longas, que cobrem – e esquentam – bem melhor as pernas.

A Chloé veio com uma bota marrom nas versões de cano longo e médio. O diferencial de modelo foi uma amarração de cadarços, mas que não lembra um coturno. A Celine mostrou um sapato com couro trançado.

paris2

Peças da Kenzo, Vivienne Westwood e Paco Rabanne

A Kenzo trouxe outra tendência desfilada em outras semanas de moda – a sandália aberta de verão usada com meia grossa. Vivienne Westwood mostrou um monte de sapatos esparrentos, de conceito. O único usável nas ruas é um scarpin bicolor de bico fino super elegante. Paco Rabanne trouxe um sapato fechado com um salto geométrico.

paris3

Peças de Balenciaga, Christian Dior e Lanvin

Balenciaga trouxe um scarpin super chique, com transparência e aplicação de pedraria. Como se não bastassem esses dois detalhes, a marca ainda conseguiu usar duas cores no pisante. Christian Dior foi mais uma marca que mostrou a tendência da transparência, desta vez no salto de botas. A Lanvin trouxe a bota mais feira – na minha opinião da temporada. Uma bicolor retrô, sem graça nenhuma.

Os mais lindos de Milão

5 mar

A Dolce&Gabbana trouxe para o catwalk de Milão os sapatos mais ricos em detalhes da temporada, incluindo aí as passarelas de Nova York e Londres. Aqueles sapatos cheios de cor, que são o destaque do look. Ou que você usa num dia em que está mais para baixo, para dar aquela levantada não sío no visual, mas na vida. O desfile foi um verdadeiro jardim, com peças que trazem várias estampas de flores. A ideia foi replicada para os sapatos. Tô babando até agora.

Peças de Dolce&Gabbana

gabbana2

gabbana3

Mais pisantes de Milão

4 mar

A semana de moda de Milão acabou, a de Paris já começou, mas o rolou no catwalk italiano ainda está em pauta. Vamos ver agora os sapatinhos mostrados pelas principais grifes da casa.

Giorgio Armani para mim, só pela sonoridade do nome, representa itens clássicos. E o que a grife mostrou na passarela não foi diferente. Tanto nas roupas quanto nos acessórios. Muito discretos, mas sem deixar de ser marcantes, fortes e autênticos. Estou completamente apaixonada pelos pisantes Armani. Modelos clássicos que completam os looks, sem brigar com as roupas. Per-fei-tos.

Peças de Giorgio Armani

Peças de Giorgio Armani

Salvatore Ferragamo usou e abusou da geometria, com muitas formas nos seus pisantes. Recortes de couro com cores e texturas não só na base dos sapatos e sandálias. As formas (desformes) foram levadas também para os saltos.

Peças de Salvatore Ferragamo

Peças de Salvatore Ferragamo

Roberto Cavalli mostrou um modelo de bota simples, mas rico em detalhes, com mix de texturas e salto transparente. Bottega Veneta veio com um sapatinho baixo, bicolor, lindo, ideal para o dia a dia.

Peças de Roberto Cavalli, Bottega Veneta e Versace

Peças de Roberto Cavalli, Bottega Veneta e Versace

Emporio Armani mostrou uma série de sapatos fechados e sisudos, muito masculinizados. Particularmente, não gostei. A Moschino fez uma coleção repleta de color block e usou nos pés um tênis de salto que já esteve em alta há algumas temporadas. A Prada também deixou muito a desejar. Entre os modelos desfilados, só se salva esse estilo boneca bicolor.

Peças da Emporio Armani, Moschino e Prada

Peças da Emporio Armani, Moschino e Prada

Milão a todo vapor

26 fev

A Semana de Moda de Milão começou a todo gás. É um dos eventos de moda mais esperados da gálaxia. E como são cerca de 70 desfiles até segunda-feira (2 de março), vamos fazer uma seleção dos melhores pisantes que passaram pelo catwalk. É exatamente assim que começo, mostrando um balanço do primeiro e segundo dias de desfiles.

Modelos da Alberta Ferreti, Cavalli e Fendi

Modelos da Alberta Ferreti, Cavalli e Fendi

Alberta Ferreti trouce um mocassim de salto que eu simplesmente amei. O detalhe de pedraria foi a cereja do bolo. Tem cara de super confortável. Cavalli veio com uma unkle boot que cheia de recortes, básica e levanta o look. A Fendi foi outra que apostou os recortes, tanto nos sapatos quanto nas bolsas.

milao2

Peças da Maxmara, Fausto Puglisi e Prada

A Maxmara trouxe um mocassim simples, baixo, em tons pastéis. Meio sem graça, mas tem lá o seu charme justamente pela simplicidade. Fausto Puglisi fez um desfile com pegada rock, com coturnos regados a spikes. Mas eu gostei mesmo foi desse mocassim com estampa de xadrez. A Prada mostrou um sapato boneca bicolor, também em tons pastéis. Salto grosso, mantém a elegância para quem não abre mão de conforto.

Gucci, é brincadeira?

Gucci, é brincadeira?

E a Gucci, deixei para falar por último. A estreia do estilista Alessandro Michele foi aclamada, com peças coloridas e bem bonitas. Mas pecou nos pés. Não gostei e não entendi esse uso de pelos nos sapatos. Ou só eu achei que ele pregou um cachorrinho Yorkshire ali?